domingo, 24 de novembro de 2013

Pardais e outras espécies raras de passarada (286)

 

Alguns dos meus pardais preferidos que vivem num bando maior que ali tenho à mão. Ontem, no bar d' A Barraca, houve "Uma editora no Subterrâneo" em Letra Livre.

 

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Estes gajos outra vez (283)

 

É possível que de tempos a tempos a malta se sinta mal e diga por aí o que sente. É bem possível que de vez em quando vos mandemos p'ro caralho por não haver outro sítio mais adequado que o impossível para vos mandar, ou com que sonhemos plausível encontrar-vos. Isto aocntece sempre que brota desses ofícios onde se ensina o aprendiz de aldrabão a timoneiro. Resulta com o tempo o medrar de tais personagens. E como quase sempre tresanda a político de aviário a malta tem que dizer o que sente.

A fotografia tem muitos anos e dois amigos do Porto.

 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Exposição cá em casa (282)

 

Pirritá e Pirritó

Pirritá e Pirritó é a primeira exposição individual do pequeno António Gervásio (Fonseca é na escola, nos desenhos é Gervásio da costela toda). Nesta exposição individual o António revela um conjunto de desenhos laboriosamente coloridos nos últimos meses, logo a seguir ao jantar. Quando o jantar é pescada, ou há demasiadas verduras para o seu gosto, o processo desenhativo inicia-se mais cedo.

Questionado, respondeu sobre aquele trabalho que mais gosta: "É aquele que diz sexta-feira".

A exposição estará patente até vir a senhora da limpeza (serviço que não existe nos últimos dois anos), portanto, a coisa, deve prolongar-se até um destes dias.

A não perder. Mil estrelas.

 

sábado, 2 de novembro de 2013

**** (280)

 

E o que me deixa logo feliz e mais bem disposto é aquilo que para os gregos era um rio que circundava a terra, como o Ganges, percebem? Partilhe-se, assim tipo uma necessidade histórica de partilhar.

 

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Esclarecimento (279)

Barkley L. Hendricks

O pintor norte americano referido num artigo de imprensa é, na verdade, Barkley L. Hendricks, e não Hendricks L. Barkley, conforme escrevi no texto da folha de sala na exposição que inaugurei no Módulo, no passado dia 5 de Outubro. E escrevi enevoado, cheio de outras coisas, apressado por outras coisas, por estar perto de fim e por querer alcançar a todo o vapor o dia da inauguraraçao. Aquilo tudo em tenho andado a pensar neste últimos tempos está no risco. E ao errar no nome, levei outros a errar. Fica aqui a correcção. Só dei conta do erro agora, depois de ler o texto de Rocha de Sousa, na edição desta semana do Jornal de Letras.

 

Guardo tudo que me pertence (278)

Jornal de Letras, página 22, ao café do almoço.