terça-feira, 20 de setembro de 2011

139



Eu cá ia caindo da bicicleta abaixo por se me ter partido um pedal. Ficar sem pedal na bicicleta é como andar nos sapatos dos outros e, provavelmente, é pensar como os outros pensam, dizer igual o que os outros dizem. Estou sem pedal, portanto. Coxo do pedal esquerdo não posso ir e vir com é meu hábito. Ando, assim, pelos convenientes pés que levam e trazem.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

138t


Eu tenho melhores coisas onde gastar o meu tempo, para perder a minha energia, ou salivar de prazer. Eu tenho tudo isto mesmo aqui à mão de semear. Nas minhas costas plantam-se a filha do chinês a olhar o grande lago de todas as palavras e o homem das borboletas em dia sheeler's green. Mas há dias em que não posso deixar de reparar na ignorância asinina que traja a verdade por onde passa. Afinal que merda de país é este? Que raio de homem do leme elegemos nós para Presidente da República que está à espera que o governo da cor do Governo Regional da Madeira espere que o primeiro (e único) castigo do Sr. Alberto  se reflicta no acto eleitoral da ilha.

Já que o governo não consegue corrigir, proponho eu: que em conjunto, nós o povo, dividamos entre si os custos da contratação de um advogado e levemos a tribunal estes senhores que são a causa da presença do FMI em Portugal. 

É certo que existem causas exteriores para o nosso momento de crise económica... mas, convenhamos, temos sido governados por sucessivas quadrilhas de ladrões.